(41) 3388.7800 - (43) 3306.7700
LinkedIn Facebook Twitter YouTube
 

ISAE sedia evento do PRI

Na última semana, o ISAE sediou a Conferência Fatores ASG – Impactos para Empresas e Investidores, realizada pelo PRI (Principle for Responsible Investment) e Cornerstone Capital Group.

Os palestrantes Heloisa Covolan, chefe de Responsabilidade Social da Itaipu Binacional; Omar Rodrigues, coordenador de sustentabilidade do Grupo Boticário; Tatiana Assali, chefe na América Latina do PRI; Maurício Barbeiro, chefe na América Latina do Cornerstone Capital Group; Carla Schuchmann, consultora sênior de Finanças Sustentáveis Sitawi e Claudio Shigueoka, assessor de Operações do Setor Privado da Fomento Paraná; apresentaram painéis de debate sobre os impactos ambientais, sociais e de governança para as empresas e investidores.

“Esse debate interessa para os diversos setores da atividade econômica. Temos que demonstrar para os investidores a melhor forma de utilizar os investimentos como elementos transformadores e, assim, mudarmos o rumo das tomadas de decisões”, comenta Maurício Longhini Barbeiro.

Grande evento europeu vem pela primeira vez ao Brasil e reforça o crescimento do segmento no país

Dados da ABEOC – Associação Brasileira de Empresas de Eventos e do Sebrae Nacional apontam que o segmento de eventos é um dos que mais cresce em todo o Brasil. O estudo das instituições, que foi realizado com mais de 2.7 mil empresas do segmento, mostrou que o setor movimentou R$ 209.2 bilhões em 2013. Pesquisas anteriores, de 2002, davam conta de R$ 37 bilhões.

E, num momento de reaquecimento da economia brasileira, grandes eventos estão para acontecer no Brasil, entre eles está o Forum Pulire, que pela primeira vez sai da Europa para ser realizado na capital paranaense. O evento, que tem como ideia central o conceito de limpeza como valor absoluto, vem proporcionar um encontro de gestão empresarial de excelência, apresentando debates inovadores, além de um rico networking.

Mas afinal de contas, o que é o conceito de limpeza como valor absoluto?

Muito além do significado literal da palavra, limpeza também representa a reflexão do estado social, da condição humana e, numa interpretação alternativa, dos valores morais que determinam o senso de igualdade, justiça e dignidade de todos nós, seres humanos. Nesse sentido, tornar limpo é reorganizar e apoiar um processo de crescimento coletivo consciente que irá nos levar ao bem-estar geral e sustentável a nível mundial.

Com esse conceito, o Fórum Pulire – que pela primeira vez será realizado fora da Europa – chega em Curitiba para proporcionar um evento de gestão empresarial de excelência, apresentando debates inovadores e uma rica experiência em networking para seus participantes. O evento, que será na Universidade Positivo nos dias 09 e 10 de agosto, será realizado pela FACOP (Fundação do Asseio e Conservação do Estado do PR) em parceria com a AFIDAMP (Associação de Fabricantes Italianos de Equipamentos, Máquinas e Produtos para Limpeza Profissional) e com a ISSA (Associação Mundial das Indústrias de Limpeza).

Programação

Os dois dias de programação contarão com painéis focados nas áreas de Tecnologia, Sustentabilidade, Dignidade, Qualificação e Reputação, todos pautados na ética, valor que permeia todo o conceito do evento. “É preciso gerar uma mudança de pensamento no que diz respeito ao conceito de limpeza como valor absoluto a nível mundial. E isso só é possível quando colocamos em pauta todos os conceitos que envolvem a criação desses novos padrões tão importantes para que qualquer empresa tenha sucesso em suas operações e também para que os profissionais dos mais diversos setores reflitam sobre suas práticas e busquem o novo, o diferente”, explica o empresário Adonai Aires de Arruda, Fundador e Diretor Presidente da FACOP.

Além de debates com profissionais renomados da área como Collin Anderson (USA), Ricardo Vacaro (RL Higiene/Allia/Instituo Akatu), Davide Guarini (Itália), Abilio Cepera (Karcher), Norman Arruda (presidente ISAE, conveniada FGV), entre outros, o Pulire America ainda será ponto de encontro de grandes empresários e líderes, fazendo do evento mais do que uma simples discussão sobre o tema, mas também uma oportunidade de criar um networking sólido, fortalecendo parcerias com grandes nomes da Europa, Estados Unidos e toda a América Latina. Também estão confirmadas as participações dos CEOS realizadores do evento John Barret (ISSA/USA), Toni D’Andrea (AFIDAMP/Italia) e Adonai Arruda (Facop/Brasil).

Ainda focado na troca de experiências entre empresários nacionais e internacionais, o Pulire America propõe dois encontros, Laboral e Empresarial, para concretizar os valores e posicionar esse conceito em todos os aspectos da gestão. “O mais interessante é reunir os diversos segmentos da economia mundial em prol do mesmo objetivo, proporcionando uma experiência de alto nível para os participantes e crescimento para o setor como um todo. Somos do setor de limpeza, mas a limpeza que nosso evento traz como proposta cabe a todos os segmentos, principalmente aos que buscam alternativas e inovações para uma gestão sustentável, transparente e de resultados. Estamos prontos para o novo e, principalmente, para incentivar essa novidade no meio empresarial”, conclui Arruda.

O encerramento do Fórum Pulire America será no Hard Rock Café Curitiba, em uma festa exclusiva para os participantes.

SERVIÇO
Fórum Pulire América
Data: 9 e 10 de agosto de 2018
Local: Teatro Positivo – R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido, Curitiba
Ingressos: BWT Operadora e Disk Ingressos
Website: http://forumpulireamerica.com/

No hackathon da NASA, stand do ISAE Inova traz holografia e gamificação

Durante o fim de semana dos dias 18 a 20 de outubro, mais de 200 de cidades em 75 países do mundo todo foram palco para uma maratona de resolução de problemas. Esta é a premissa do NASA Space Apps Challenge, um hackathon que reúne pessoas das mais diversas áreas – tecnologia, ciências, design, desenvolvimento, entre muitas outras – para solucionar desafios reais que a própria NASA identificou.

Durante 3 dias, os participantes do hackathon tiveram acesso livre à base de dados da NASA, que incluíam pesquisas, imagens, estatísticas e informações sobre missões na Terra, no Sol e sistema solar e no espaço. Com esses dados, os times puderam escolher um dos 25 desafios lançados pela NASA e trabalhar em uma verdadeira maratona de 54 horas para encontrar uma solução.

Em Curitiba, o evento aconteceu no CRIA – Campus Rebouças de Inovação e Aceleração – e, além do hackathon, os 16 mil metros quadrados do espaço também contaram com uma feira de palestras e exposições voltadas à inovação. O ISAE Escola de negócios elegeu a sua área estratégica ISAE Inova para representar a instituição com um stand na feira, trabalhando assim a sua influência na área de inovação.

A primeira atração do stand aconteceu em parceria com a Pixel SAV, empresa de soluções audiovisuais especialista na tecnologia de “experiência”, como video mapping e realidade aumentada: um totem que exibia uma projeção holográfica de uma pessoa contando o propósito do ISAE Inova. 

O discurso da holografia terminava com um convite: a degustação da plataforma gamificada Mobi, da Arbache Innovations, utilizada pelo ISAE em seus Programas de Inovação para o mapeamento de competências. Os participantes da feira que se cadastrassem no stand recebiam um link para o jogo em seus celulares e poderiam experimentar uma prévia do Mobi People, realizando desafios temáticos sobre Liderança e podendo acessar, ao final, um painel de competências percebidas na própria plataforma.

A experiência gerada no stand do ISAE Inova proporcionou um posicionamento muito valioso para a Instituição de Ensino, que já é reconhecida pela sua referência em Negócios, Sustentabilidade e Gestão: o fortalecimento do pilar Inovação, que é um dos valores intrínsecos do ISAE.

Estima-se que, nos 3 dias de evento, circularam mais de 3 mil pessoas pela feira de exposição, que contou com a presença de outras grandes empresas como O Boticário, Ebanx, Rumo e Prefeitura de Curitiba, além de iniciativas de tecnologia com a Gamescola e o Microduimo.

Já no hackathon, que teve o apoio de 130 voluntários e 88 mentores, foram 100 equipes formadas, num total de 550 participantes – que receberam, dentro dos seus kits de participação, um voucher de acesso VIP com direito a desconto em todos os cursos de MBA e GBA do ISAE. Os 12 ganhadores do hackathon, por sua vez, levaram para casa um crachá real do ISAE, que funciona nas catracas da Instituição e dá direito à realização de uma das muitas oficinas de experiência prática que o ISAE oferece. 

O prêmio foi entregue às equipes vencedoras por Cristiano Venâncio, Gerente de Educação do ISAE/FGV, que também foi jurado da banca finalista do hackathon ao lado de representantes da agência Jupter e do espaço CRIA, que sediou o evento. Outros colaboradores do ISAE que também fizeram parte das bancas preliminares da competição foram Gustavo Loiola (Supervisor Assessoria da Presidência e Sustentabilidade), Luciana Grande (Coordenadora de Gestão de Pessoas) e Vitor Locatelli (Coordenador de desenvolvimento de produtos no ISAE LAB).

[ARTIGO] O EBANX e a importância do Modelo de Negócio

Nessa semana repercutiu a notícia de que o EBANX é o primeiro unicórnio (nome dado para startups que possuem valor de mercado superior a 1 bilhão) de Curitiba. O EBANX é o nono unicórnio brasileiro, ao lado de empresas como 99 (transporte), Nubank (fintech), iFood (alimentação), Gympass (benefícios de academia).

Um dos elementos centrais para as empresas chegarem ao seleto time de unicórnios é possuírem um modelo de negócio claro e único. O EBANX nasceu para simplificar o processo de pagamentos no Brasil, permitindo que pessoas que não possuíam cartão de crédito internacional consumissem produtos e serviços de empresas multinacionais utilizando modos de pagamentos brasileiros, como o boleto bancário. Hoje o EBANX tem como clientes Airbnb, Spotify, Playstation e AliExpress.

A definição mais conhecida de modelo de negócios (do livro Business Model Generation) fala que “Um modelo de negócio descreve a lógica de criação, entrega e captura de valor por parte de uma organização.”[1]. Geralmente o modelo é descrito em forma visual na ferramenta do “Canvas do Modelo de Negócio” apresentado na figura a seguir:

Canvas do Modelo de Negócio

A importância do modelo de negócio para o EBANX fica muito claro no relato dos fundadores Alphonse, João e Wagner  sobre o início do negócio no evento promovido pela Endeavor disponível aqui.

Conforme relato dos fundadores a ideia de negócio do EBANX já rondava os pensamentos do Alphonse, mas ele precisava de alguém que o ajudasse a desenhar o modelo de negócio. Para isso ele chamou o Wagner, com quem já havia convivido e que já tinha fundado outras 8 empresas antes de conhecer o Alphonse. O Wagner abraçou a ideia do EBANX e logo começou a planejar os passos para viabilizar o negócio

Para construir o modelo de negócios Wagner utilizou o seu conhecimento do mercado financeiro e sua rede de relacionamento com bancos e corretoras. Também foi fundamental estudar todas as regulamentações aplicáveis no negócio.

Os fundadores tem clareza de que hoje a proposta de valor do negócio deles não é apenas ser uma solução de pagamento, o principal valor que eles oferecem é o acesso. Dão as pessoas a oportunidade de comprar produtos e serviços globais, antes inacessíveis para uma grande parcela da população.

Josué Sander é coordenador do curso de Graduação em Processos Gerenciais e Professor do Mestrado no ISAE, além de ser o facilitador responsável pela disciplina Modelo de Negócios Inovadores do Programa de Inovação do ISAE Inova.


[1] OSTERWALDER, Alexander; PIGNEUR, Yves. Business model generation: inovação em modelos de negócios. Alta Books Editora, 2013. Página 14.

Rede Brasil do Pacto Global premia boas práticas em água e saneamento

O ISAE Escola de Negócios, por meio do seu Programa de Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade, apoia a Rede Brasil do Pacto Global que recebe até 18 de outubro inscrições para prêmio no setor de água e saneamento (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6). A iniciativa tem o objetivo de reconhecer melhores projetos desenvolvidos por membros da rede que privilegiem práticas de sustentabilidade. Os selecionados serão reconhecidos em publicação a ser lançada em dezembro, durante evento anual da plataforma The CEO Water Mandate.

O prêmio é endereçado a todos os membros da Rede Brasil e às organizações que fazem parte do Pacto Global das Nações Unidas internacionalmente e que tenham interesse em se tornar participantes locais.

É permitido inscrever projetos em andamento ou já finalizados nas categorias: 1) Água, saneamento e higiene (WASH) e direitos humanos; 2) Eficiência hídrica em cadeias diretas de operações e suprimentos; 3) Proteção e restauração de ecossistemas; 4) Ação coletiva.

A iniciativa conta com o patrocínio do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (CREA-GO) e apoio do Instituto Superior de Administração e Economia do Mercosul (ISAE).

Inscrições

As inscrições estão abertas até 18 de outubro, às 23h59, através do link (clique aqui).

Para participar, é preciso preencher o formulário completo, indicando o líder do projeto, a equipe envolvida, a categoria de inscrição, o título e o resumo do projeto.

Não há pagamento de inscrição para membros da Rede Brasil do Pacto Global. Será cobrada a taxa de 750 reais para as organizações que fazem parte do Pacto em nível global, mas ainda não são membros da rede brasileira.

O número de inscrições por membros é limitado a um projeto por categoria. A comissão organizadora do prêmio “Cases de sucesso em água e saneamento (ODS 6) 2019” será definida pela Secretaria da Rede Brasil do Pacto Global.

Confira aqui o edital completo com as informações sobre o prêmio e sobre como participar. Eventuais dúvidas ou sugestões podem ser feitas pelo e-mail gcmoreira@pacinst.org.

Evento de lançamento

Os dez casos selecionados serão publicados em um relatório e apresentados no evento anual do The CEO Water Mandate, que ocorrerá no dia 11 de dezembro.

O evento terá a participação de Jason Morrison, presidente do Pacific Institute e do CEO Water Mandate.