(41) 3388.7800 - (43) 3306.7700
LinkedIn Facebook Twitter YouTube
 

Capacitação a conselheiros de estatais auxilia na adequação à Lei 13.303/16

O prazo para as empresas estatais se adequarem à Lei 13.303/16 foi encerrado no dia 30 de junho de 2018. A partir da regulamentação é preciso instruir os usuários e envolvidos na normativa. Pensando nisso, o ISAE Escola de Negócios oferece a Capacitação para Administradores de Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista.

Chamada de “Lei de Responsabilidade das Estatais” ou simplesmente “Lei das Estatais” tem como objetivo simplificar o processo licitatório e garantir celeridade às contratações e formas de fiscalização do Estado e da sociedade visando a resguardar princípios básicos da livre iniciativa na forma do art. 170 da Constituição Federal.

Ela estabelece uma série de mecanismos de transparência e governança que devem ser ressaltados pelas estatais, como regras para divulgação de informações, práticas de gestão de risco, códigos de conduta, aspectos legais e atividades dos conselhos, assim como requisitos mínimos para nomeação de dirigentes.

Vistos como desdobramentos da Lei 13.303/16 cabem às empresas estatais e sociedades de economia mista a obrigação de instituírem ou revisarem políticas internas de atuação, que se retratam em importantes instrumentos de compliance e normatização. Dentro desse aspecto, o ISAE já conduziu a empresa Sanepar e está em andamento com a Tecpar, com cursos de curta duração para os membros da Governança Corporativa. “Em ambos os cursos tivemos a preocupação de construir uma capacitação personalizada ao que as empresas vivenciam e dar maior responsabilidade para os conselheiros, que a partir do melhor entendimento da entidade, podem atuar com mais eficiência”, explica o coordenador do curso, Pedro Salanek.

“A lei veio disciplinar sobre as atividades econômicas das estatais e promover mais transparência. É imprescindível que essas entidades efetivamente tenham a responsabilidade de passar com clareza e responsabilidade todas as ações. Por isso a importância da capacitação para os conselheiros das empresas. Utilizamos uma estrutura sistêmica no curso, iniciando a partir de processos, controles e indicadores, passando por Controladoria, auditorias, Gestão de Riscos, Compliance, Governança Corporativa, até chegar à Sustentabilidade. Abrangendo todos esses pontos, conseguimos dar uma visão completa do negócio e atrelar os aspectos da Lei 13.303/16 e também da Lei 12.846/13, conhecida como Lei Anticorrupção”, explica o coordenador.

 

Líderes e conselheiros da Tecpar estão participando das aulas no ISAE.

Matriz de conteúdo utilizada na Capacitação.

O crescimento da indústria moveleira gera boas expectativas

Toda a indústria brasileira teve consequências com a paralisação dos caminhoneiros que aconteceu em maio, mas pelas estatísticas já ocorreu um aumento de 13,1% desde então. A produção do setor moveleiro teve um destaque nesse cenário, pois apresentou crescimento de 28,5%, segundo dados da Pesquisa Industrial Mensal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para que os índices continuem a subir, as indústrias estão se preocupando também com a capacitação de seus colaboradores. Pensando nisso, o Sindicato das Indústrias de Móveis de Arapongas (Sima), em parceria com o ISAE Escola de Negócios, disponibiliza alguns cursos com o objetivo de ampliar conhecimentos, aprimorar habilidades e oferecer serviços de mais qualidade para que o setor se desenvolva.

O primeiro curso oferecido In Company no Sima, foi o GBA de Negociação e Administração de Conflitos que discutiu as atitudes que podem ser adotadas para resolver impasses que se prolongam, ferramentas práticas para orientar as negociações e abordagem de técnicas para lidar com diversas situações dentro das empresas.

Em setembro o Sima promoverá mais um treinamento produzido pelo ISAE especialmente para as empresas do setor moveleiro de Arapongas-PR. O GBA em Desenvolvimento de Líderes, que acontecerá novamente na sede do Sindicato. Esse programa visa a trabalhar questões relativas aos estilos de liderança, motivação de times e administração de conflitos, sempre pensando em aprimorar as habilidades dos profissionais.

“É de grande importância a ampliação da potencialidade do setor moveleiro no estado do Paraná. O treinamento é uma oportunidade para as lideranças do Polo Moveleiro de Arapongas se desenvolverem e buscarem potencializar seus resultados por meio do aprofundamento das relações interpessoais no ambiente de trabalho e desenvolvimento de equipes. Os participantes terão conhecimento das práticas de lideranças, como um processo dinâmico presente nas relações interpessoais no ambiente de trabalho, com papel fundamental no desenvolvimento de equipes”, observa o coordenador do ISAE em Londrina, Cleyton Caetano.

Os participantes poderão praticar o networking, discutir soluções para as empresas e, juntos, fortalecer o setor industrial da região. As inscrições estão abertas e os interessados podem entrar em contato pelo e-mail mirian@sima.org.br.

 

Turma de GBA de Negociação e Administração de Conflitos no Sima.

Programa de Revitalização dos Sindicatos é pioneiro no segmento

O ISAE Escola de Negócios lança um Programa direcionado aos Sindicatos Patronais com o objetivo de aperfeiçoar e desenvolver competências nos dirigentes e gestores sindicais, proporcionando criar uma postura de atuação que possibilite fortalecer conhecimentos sobre atribuições e representatividade dos sindicatos que atuam nos diversos segmentos produtivos do Brasil.

Tendo a reforma trabalhista e a queda na contribuição sindical no cenário, o Programa vem agregar valor ao associado frente a essas mudanças, com a ideia de capacitar e proporcionar um ambiente de troca de experiências e desenvolvimento dessas soluções.

O Programa de Revitalização dos Sindicatos de Representação Empresarial já teve a aprovação de diversos nomes importantes da área, como de Rodrigo Rafael Martins, o presidente do Siapar Audiovisual. “Conheci o programa proposto pelo ISAE e considero uma ferramenta útil para enfrentar os novos tempos de nossas representações empresariais”, comenta.

A estrutura pretende apresentar um novo conceito de gestão reforçando o empreendedorismo sindical empresarial, avaliando as boas práticas em todos os segmentos e incentivar uma padronização de conceito sindical empresarial. Com essa iniciativa será possível uma criação de espaço de apoio, formação e capacitação de gestores do segmento.

“Participei do pré-lançamento do programa e acredito ser uma ação estratégica adequada para enfrentar os novos tempos, especialmente agora com o crescimento da responsabilidade destas organizações”, afirma Alberto Franco Samways, diretor da Fecomércio”.

Entre os resultados esperados estão: aplicar os conhecimentos de liderança no autoconhecimento e auto direcionamento para construção de um perfil de liderança; conhecer os conceitos e abordagens da administração estratégica e o processo de formulação e implementação das estratégias; identificar os agentes que interferem diretamente na gestão de suas prioridades e eleger as ferramentas de administração do tempo adaptadas à sua própria rotina; valorizar a atuação sindical empresarial por parte das empresas associadas; entre outras.

“Avalio o programa proposto pelo ISAE aos Sindicatos Empresariais como uma importante oportunidade de troca de experiências de sucesso dos diversos segmentos empresariais”, Vilson Felipe Borgmann, presidente do SIPCEP-PR.

O Programa tem início em setembro e os interessados podem entrar em contato com Vitor Locatelli pelo e-mail vitor.locatelli@isaebrasil.com.br.

Programa de Desenvolvimento em Gestão Estratégica In Company tem início em Ibaiti-PR

No dia 20 de julho, o ISAE Londrina iniciou mais um curso In Company, dessa vez com a rede de lojas Liberatti, de Ibaiti-PR. O Programa de Desenvolvimento em Gestão Estratégica tem como objetivo desenvolver competências essenciais para o alcance dos resultados organizacionais e apresentar ferramentas e debates de estratégias visando a excelência em gestão de negócios.

O curso tem o total de 112 horas e as aulas serão realizadas nas instalações da Liberatti. “Acredito que pelo curso acontecer na própria empresa, seja um ganho significativo, pois é uma oportunidade da equipe se conhecer mais, fortalecer o relacionamento, ter troca de experiências e, mais do que isso, ter um padrão de pensamento em toda a empresa. Será uma união de todos os departamentos e a possibilidade de nivelar todos em busca de um objetivo”, afirma Pedro Henrique Regazzo, CEO da Liberatti.

A rede de lojas busca fortalecer seu posicionamento estratégico no mercado a partir do relacionamento com o consumidor. Ao perceber o mercado mais competitivo, a forma escolhida para se diferenciar e agregar valor ao seu negócio foi o investimento em capacitação e desenvolvimento com o curso ISAE.

Nesse programa, os colaboradores poderão aprender mais sobre Comunicação Interpessoal, Comportamento do Consumidor, Relacionamento com Cliente, Negociação e Tomada de Decisão, Formação de Equipes de Alto Desempenho, Gestão de Pessoas, Gestão de Processos e Projetos, Planejamento Estratégico de Marketing, Liderança e Comportamento Organizacional, Inovação e Design Thinking, entre outras habilidades.

“Com esse treinamento tenho a expectativa de abrir a mente de toda a equipe. Como o varejo muda muito, precisamos acompanhar essas mudanças. Com esses novos aprendizados, acredito que vamos elevar o nível de produtividade de todos”, estima o CEO.

Os programas In Company do ISAE contemplam técnicas diferenciadas, com exposições dialogadas, exercícios estruturados individuais e em grupo, estudos de caso, debates, seminários, filmes e outros métodos modernos de ensino, que mesclam tecnologias inovadoras de educação corporativa.

“Penso que o principal ativo para a empresa é poder contribuir no desenvolvimento da solução de maneira que todo o Programa seja construído para atender os gaps de gestão identificados pela empresa. Ao optar por um programa In Company, podemos melhor mapear qual a contribuição efetiva aos planos e projetos estratégicos da empresa. Podemos desenvolver um planejamento do programa mais estratégico”, salienta Cleyton Caetano, coordenador da unidade ISAE Londrina.

Para Regazzo, a escolha do ISAE foi assertiva. “Escolhemos o ISAE por muitos fatores, um dos principais é a qualidade dos professores. E os conteúdos se complementam, todo o curso foi muito bem construído. Acredito que com essa metodologia, as aptidões dos colaboradores serão desenvolvidas e teremos muitos ganhos”, avalia.

 

 

Fale conosco Artigos Ex-alunos ISAE Business Sustentabilidade Ações internacionais