(41) 3388.7800 - (43) 3306.7700
LinkedIn Facebook Twitter YouTube
 

Já está no ar a nova edição da Revista Perspectiva

A 44ª edição da Revista Perspectiva, produzida pelo ISAE – Escola de Negócios, coloca em pauta a ética sob o prisma das organizações: qual é o novo patamar ético nas organizações? Como as relações de poder, controle e gestão criam paradoxos dentro das empresas ditando um novo olhar sobre os líderes? Clique aqui e confira.

Especialistas, doutores e profissionais trazem seus olhares de como a ética está transformando as relações de trabalho. “Falar sobre ética nas organizações nunca foi tão prático. O recente comportamento da sociedade com relação a atitudes que afetam a moral e a ética nas relações contribuiu para que o conceito saísse do subjetivismo e adotasse uma perspectiva mais palpável”, relata em seu artigo o presidente do ISAE, Norman de Paula Arruda Filho.

A entrevista com o coordenador do Programa de Mestrado em Governança e Sustentabilidade do ISAE, José Henrique de Faria, aborda o paradoxo criado entre o discurso sobre transparência, ética nas organizações e o comportamento moral de seus líderes. “A dissociação entre discurso e ação é um dos mais recorrentes paradoxos da práxis organizacional que procura ocultar as relações de poder assumindo-as integralmente”, explica Faria.
Além da ética, a publicação explica os Princípios do Equador aplicado em instituições financeiras no artigo “Princípios do Equador e a Gestão de Risco Socioambiental em Instituições Financeiras”. Para finalizar, um artigo sobre a Lei da Terceirização, que contribui para o entendimento das mudanças que estão por vir. Confira a Revista Perspectiva ISAE.

Perspectiva ISAE chega a 40ª edição dando destaque a sustentabilidade

Enfim, chegamos a edição de número 40 da Perspectiva ISAE. Essa publicação que é produzida pelo Marketing do ISAE, com o auxílio de fontes que sempre estão dando seus pontos de vista e compartilhando seu conhecimento, traz para você sempre assuntos de diversas áreas, e até mesmo dicas para você utilizar no seu dia a dia.

Nesta edição, vamos falar sobre a sustentabilidade e como todos nós temos muito a fazer para deixar um legado ao mundo. A ONU criou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que visam noretear as ações dos governos, empresas e população. Cada ação do nosso dia a dia pode traduzir-se em ajuda ao próximo para assim, crescermos e tornar nossa volta sustentável.

Que esta publicação lhe traga ideias e novas formas de pensar para sua vida, empresa e sociedade. Que ela te inspire e faça você ter esperança no mundo, assim como nós temos.

Boa leitura!

Clique aqui e acesse!

Perspectiva ISAE aborda os problemas de comunicação

Esta edição da Perspectiva ISAE traz como matéria principal o problema de comunicação nas empresas. Em muitos casos, o emissor é o culpado por não levar a mensagem correta, assim como os ruídos interferem na hora de passar o comunicado. Isso é um mito ou uma realidade? Confira nas próximas páginas.

Além do assunto acima, abordamos também sobre Marketing nas Olímpiadas e como as empresas tentam explorar este momento único no esporte mundial. Porém, o policiamento sobre o uso indevido dos Jogos Olímpicos é forte e acompanhado com vigor pelos responsáveis.

Não perca o especial com Douglas Brunet, diretor comercial da Pão Nino, que há mais de 50 anos, trabalha na área de panificação. Uma empresa familiar e totalmente curitibana.

Tenha uma ótima leitura!

Acesse: http://www.isaebrasil.com.br/revista/edicao38

Qualidade de vida na empresa

Quem já ouviu a frase: “Passamos mais tempo no trabalho, do que em casa”, e esta é uma realidade, se contarmos que de 40 a 60 horas semanais, o profissional está na empresa junto com os colegas e no ambiente corporativo. Por isso, quando se começa a ter problemas de saúde, ou de relacionamento, logo se associa a problemas no trabalho, pois é ali que se concentra a maior parte da vida.

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV), 70% das organizações veem que a qualidade de vida dos profissionais é estratégico para as empresas. Assim o rendimento deles sobem, crescendo também sua produtividade. A mesma pesquisa revela que o stress e questões emocionais são os problemas que mais afetam os profissionais, em 68% dos casos.

Outros benefícios do bem estar do profissional na organização está na redução dos custos com assistência médica, o que permite que o colaborador não falte por problemas ocasionados no trabalho. Também, ajudam a reter e reduzir os talentos na empresa, pois eles veem vantagens de estar nela.

Por isso, há diversas ações que as organizações podem providenciar para que esta qualidade de vida, seja vista e sentida pelos colaboradores. Como por exemplo, a Procter & Gamble, que adotou os horários flexíveis entre seus funcionários. Assim eles podem escolher entre três horários que facilitem seu dia a dia, claro, sem perder o foco ou algo que atrapalhe sua produtividade.

A Perspectiva ISAE preparou uma lista de ações que as empresas podem colocar e organizar para que os seus colaboradores estejam com uma alta qualidade de vida, assim ajudando nos negócios e aumentando a sua produtividade. Confira abaixo.

– Clubes de corrida e caminhada;

– Participação em campeonatos esportivos e corridas de rua;

– Convênios com academias;

– Massagem itinerante;

– Ginástica laboral;

– Espaços de relaxamento;

– Espaços de lazer;

– Ações de voluntariado;

– Exames de saúde e controle de stress periódicos;

– Campanhas de vacinação;

Está matéria faz parte da edição 35 da Perspectiva ISAE. Clique aqui e acesse outros conteúdos.

Construção de marca

A marca de uma empresa a representa mais que o seu produto. Entre o público, as grandes marcas tem um destaque especial, tornando-se até status dependendo do produto. Por exemplo a Coca Cola, que expandiu para o ramo de roupas e calçados, já despontando como um ícone também neste segmento. Mas você pode pensar: “Ele está falando de uma gigante que tem muito dinheiro para investir”.

Independente do tamanho da empresa, o conceito de uma marca é a base para se começar um grande empreendimento. Segundo o especialista em marketing, Ney Queiroz Azevedo, para se colocar uma marca em evidência no mercado, é necessário ter um planejamento que preveja todos os aspectos de construção e posicionamento. “Desenvolver um trabalho efetivo de branding, atrelado aos valores que a marca representa”, aponta.

Por isso, o “logotipo”, da sua empresa, bem como a “chamada”, precisam estar alinhados ao planejamento da organização. Não se pode trocar eles apenas por achar bonito, mas há sim, uma transformação por completo no alvo e desafio que a empresa terá. “O redesign de logos se mostra importante quando as marcas precisam se mostrar mais alinhadas às tendências atuais. Na verdade, são símbolos de transformações maiores pelas quais as empresas passam”, coloca Ney.

Por mais que sejam feitas essas mudanças, a identidade da empresa deve ser mantida, para que não se perca sua essência. Uma simples mudança, pode confundir o público, passando a ser questionado sobre a continuidade da mesma e até mesmo de seus produtos. Neste momento, é realizado um estudo em que vários elementos são apontados para certificar que a mudança esta correta.

“Reposicionar uma marca significa uma mudança estratégica da empresa, englobando as mais diversas áreas, inclusive clientes e fornecedores. O processo só é possível quando todas as áreas estão alinhadas e focadas no mesmo objetivo, que é representado pelos valores e propósitos da marca”, afirma Ney.

O processo de criação deve ser realizado por especialistas, que saberão que caminhos tomar. Por isso, a concepção da marca deve ser levado a sério desde o início, para que não haja imprevistos e não tenha que refazer em pouco tempo. A continuidade de uma marca traz credibilidade e confiança do cliente, o que facilita o crescimento da empresa.

Está matéria faz parte da edição 35 da Perspectiva ISAE. Clique aqui e acesse outros conteúdos.

Fale conosco Artigos Ex-alunos ISAE Business Sustentabilidade Ações internacionais