(41) 3388.7800 - (43) 3306.7700
LinkedIn Facebook Twitter YouTube
 

Biogás em pauta no ISAE

O engenheiro alemão, Klaus Nelting esteve ontem (10/10), no ISAE, especialmente para uma palestra sobre “Biogás de estações de tratamento de esgoto: experiências da Alemanha”.

Nelting está no Brasil desenvolvendo projetos junto à Sanepar e a palestra integra o calendário do INCT ETES Sustentáveis, que possui coordenação no Sul do país do Prof. Dr. Gustavo Possetti. O evento contou com a presença do Coordenador do Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade do ISAE, Prof. Dr. José Henrique de Faria.

O Palestrante

Dr. Eng. Klaus Nelting é doutor em Engenharia Sanitária com especialização em tratamento anaeróbio de águas residuais com a utilização de reatores UASB. Possui vasta experiência internacional em desenvolvimento científico e implementação em escala plena de tecnologias inovadoras para o tratamento anaeróbio e aeróbio de águas municipais e industriais. Sua experiência está baseada em seu trabalho como engenheiro e como membro do corpo científico no instituto de gestão e tratamento de água da Universidade de Leibniz em Hannover. É membro do grupo de trabalho especializado em dimensionamento de plantas de tratamento de águas residuais em climas quentes e frios da DWA (Associação Alemã de Águas e Resíduos). Atualmente é gerente geral da empresa DiMeR GmbH, parceira da SANEPAR, especializada na recuperação e tratamento de biogás no esgotamento de águas municipais.

Sobre o INCT

O ISAE integra o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto – INCT ETEs Sustentáveis. O projeto tem duração de 5 anos e é financiado por: MCTI/ CNPq/ CAPES/ FAPs.

Objetivos:
Conceber um centro de referência internacional para questões relacionadas ao tratamento de esgoto doméstico, notadamente para países em desenvolvimento, a partir das seguintes bases:

Linhas de Pesquisa

Este slideshow necessita de JavaScript.

Rota internacional

O professor do Mestrado em Governança e Sustentabilidade do ISAE – Escola de Negócios, Ricardo Pimentel, teve a proposta de grupo de trabalho “Resilience: Socio-material practices of many expressions” aprovada no LAEMOS 2018 – versão latino-americana do EGOS (European Group on Organization Studies). O Congresso ocorrerá de 22 a 24 de março de 2017, em Buenos Aires/Argentina. As submissões de trabalho já estão abertas no site https://www.laemos2018.com/

“É um espaço importante para intercâmbio e parcerias com pesquisadores internacionais”, explica Ricardo. A proposta foi elaborada com dois outros professores: Marcio Cassandre (Universidade Estadual de Maringá) e Bente Elkjaer (Aarhus University/Dinamarca).

EGOS 2017

Pimentel acaba de retornar de Copenhagen, na Dinamarca, onde participou, no início do mês, do 33rd EGOS Conference – European Group on Organization Studies com o artigo “Group Learning: revealing an useen organizational phenomena”, escrito por ele e pelos professores Eloy Eros da Silva Nogueira (Universidade Positivo) e Bente Elkjær (Aarhus University – Dinamarca). O EGOS (European Group on Organization Studies) é o principal congresso em Estudos Organizacionais da Europa.

Durante a estadia em terras dinarmaquesas, ele aproveitou para se reunir com o professores da Aarhus University, Ulrik Brandi e Bente Elkjaer, com o objetivo de estabelecer parceria do programa de Mestrado com o grupo de pesquisa chamado “Learning, Innovation and Sustainability on Organizations (LISO)”.

Do mestrado à graduação

Os alunos da graduação tecnológica em Processos Gerenciais da Faculdade ISAE Brasil tiveram uma experiência diferente no final do primeiro semestre: assistiram uma aula ministrada pelos mestrandos do Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade do ISAE.

Três grupos de mestrandos apresentaram suas visões e técnicas de como estruturar uma Matriz de Sustentabilidade empresarial, que tem o objetivo de diagnosticar o nível de maturidade das empresas em relação à implementação da sustentabilidade.

A ideia de integrar alunos do mestrado aos da graduação foi contribuir com o entendimento dos que ainda estão começando a discutir o tema em sala de aula. “Foi muito além, foi realmente uma troca de experiência. Foi importante sermos um instrumento de crescimento do conhecimento dos alunos da graduação”, afirma o mestrando Sergio Tenório.

Já para Yna Barbosa Honda foi uma oportunidade de adaptar a linguagem acadêmica. “Criamos uma conexão, pois temos uma visão aprofundada do assunto, mas não tínhamos como mensurar as expectativas dos alunos. Essa troca foi inspiradora, sair um pouco do mundo da pesquisa, apresentar nossas conclusões e ouvir questionamentos tão relevantes de um público que está iniciando os estudos sobre Sustentabilidade”.

Participaram das apresentações os alunos do Mestrado em Governança e Sustentabilidade do ISAE:

Cristiana Aparecida Loyola Duarte; Jaqueline de Oliveira Salles Gonçalves; Nádia Mara Franz; Nilcéia Perez Ribeiro; Sergio Tenorio dos Santos; Vandre Dall Agnol; Yna Barbosa Honda e Sousa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

1ª Conferência de Pesquisa Científica

Por três noites, de 29 a 31 de maio, no ISAE, a 1ª Conferência de Pesquisa Científica reuniu sete profissionais entre professores, mestres e doutores para discutirem o universo do pesquisador. “Com eventos como esse, o ISAE traz cientificidade para as organizações e contexto profissional e corporativo para a academia”, ressalta Claudio Skora, gerente de Educação da Escola de Negócios, durante a abertura do encontro.

Na primeira noite, André Jun (Emerald) deu dicas de como publicar um artigo de qualidade; Rodrigo Assunção Rosa (FGV) abordou como utilizar as fontes na pesquisa científica. O painel sobre ética, integridade, plágio e autocitação ministrado por Edimara Luciano (PUC-RS) e Cesar Alexandre de Souza (USP) chamou a atenção dos espectadores. “A Conferência trouxe importantes tópicos que não costumamos levar em consideração como, por exemplo, os trâmites das editoras para publicação. Além disso, o painel sobre ética provocou reflexão para percebermos os porquês de várias situações não serem éticas”, ressalta o professor universitário, Daniel Lira de Oliveira, que assistiu aos três dias do evento.

O evento, realizado pelo Centro de Pesquisa do ISAE, foi finalizado por Jane Mendes que abordou os critérios para a escrita científica e Gabriella Pita que explicou as contribuições da academia para o atingimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS/ONU. “Esses dias foram muito enriquecedores. Vou utilizar muitas dicas para o meu doutorado”, celebra Izael Moraes de Santana, mestre em Desenvolvimento Econômico pela UFPR, que atua no Centro Operacional da URBS

Confira como foi o evento:

Fale conosco Artigos Ex-alunos ISAE Business Sustentabilidade Ações internacionais