(41) 3388.7800 - (43) 3306.7700
LinkedIn Facebook Twitter YouTube
 

Boletim Oficial sobre Coronavírus (COVID-19)

Atualização dia 31/03, às 10h

O coordenador local no ISAE dos programas de MBAs da FGV em Curitiba, Cristiano Venâncio, tem um recado para você!

Visando colaborar com a prevenção do COVID-19, o ISAE/FGV vem tomando medidas que atendem e reforçam as recomendações dos órgãos de saúde pública. Neste momento, a redução da circulação de pessoas é fundamental para diminuir o potencial de propagação do vírus. 

Até 12 de abril, pensando na saúde e bem-estar de nossos colaboradores, realizaremos regime de teletrabalho, no formato home office. As atividades continuam ativas de maneira remota, das 14h às 18h, e o contato poderá ser realizado preferencialmente por e-mail e canais oficiais.

Dessa forma, informamos que:

1 – A Fundação Getulio Vargas (FGV) suspendeu as aulas de MBAs e atividades acadêmicas em suas unidades próprias e em toda a Rede Conveniada FGV até segunda ordem.

Para que o calendário acadêmico seja mantido após o período de suspensão, sem prejuízo para os alunos, o ISAE/FGV retornará às atividades acadêmicas dos MBAs substituindo as aulas presenciais pelo ambiente virtual. Isso quer dizer, as aulas ocorrerão no mesmo horário e dias do calendário acadêmico com a participação do professor em tempo real.

Através da ferramenta ZOOM, o aluno terá experiência de aprendizado síncrona e ao mesmo tempo facilitar a interação entre alunos e professores em tempo real. Utilizada em mais de 5600 instituições educacionais e 88% das melhores Universidades americanas, a ferramenta ZOOM é reconhecidamente a melhor plataforma para a realização de educação on-line. Os roteiros estão sendo revistos, e as dinâmicas estão sendo ajustadas para que sejam conduzidas a distância.

Confiram o vídeo produzido pelo coordenador local no ISAE dos programas da FGV, Cristiano Venâncio: https://youtu.be/IDsedQOwzaA

Programas ISAE:

Perspectivação: até segundo aviso estão suspensas as atividades/oficinas do Perspectivação para Curitiba, Londrina e Ponta Grossa. Em breve, forneceremos o cronograma de oficinas que ocorrerão na modalidade on-line como mais um diferencial oferecido pelo ISAE neste momento de crise.

GBAs: até segunda determinação estão suspensas as aulas presenciais dos programas de curta e média duração dos GBAs para Curitiba, Londrina e Ponta Grossa.

Graduação em Processos Gerenciais: até segundo aviso as aulas PRESENCIAIS estão suspensas e OCORRERÃO em ambiente ON-LINE, na modalidade a distância

Programa Mestrado em Governança e Sustentabilidade: até segundo aviso as aulas PRESENCIAIS estão suspensas e OCORRERÃO em ambiente ON-LINE, seguindo orientações do professor de cada disciplina

O ISAE/FGV, junto ao seu Comitê de Gerenciamento de Risco, está atento à evolução do problema e reavaliaremos a situação de forma contínua e permanente, conforme nosso Plano de Contingência, mantendo todos informados sobre novos desdobramentos.

Dúvidas (em horário comercial):

ISAE Curitiba:
e-mail:  academico.curitiba@isaebrasil.com.br


ISAE Londrina:
e-mail: cleyton.caetano@isaebrasil.com.br
*whatsapp: 41 999261289

e-mail: joseane.portela@isaebrasil.com.br
*whatsapp: 43 991707538

Prevenção

De maneira geral, o Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo grupo de vírus.

Em Curitiba, dúvidas sobre a doença podem ser esclarecidas pelo: 41 3350-9000 das 8h às 23h.

O Estado também disponibilizou canais para atendimento:
41 3330-4414
41 99117-3500
0800-644-4414

Entre as principais medidas de prevenção estão:

• Lavar frequentemente as mãos com água e sanonete ou usar álcool em gel.
• Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir, com a parte interna do cotovelo, ou usar lenço de papel e descartá-lo adequadamente, em seguida, jogando-o no lixo e lavando as mãos.
• Higienizar as mãos após tossir ou espirrar. Evitar tocar os olhos, nariz ou boca com as mãos sem lavá-las.
• Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.
• Manter os ambientes bem ventilados. Limpar com frequência superfícies e local de trabalho, tais como mesas, balcões, maçanetas, etc.
• Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.
• Evitar viajar para países em alerta e, não sendo possível, evitar circular em áreas com casos da doença.

Além dos pontos já divulgados até o momento sobre o tema, o estudo também levantou questões sobre como é feito o diagnóstico, como é definido um caso suspeito, quais os são cuidados que devem ser tomados se for viajar, entre outras.

PARA VERIFICAR O ESTUDO COMPLETO E TIRAR TODAS AS SUAS DÚVIDAS, CLIQUE AQUI.

Quarentena do coronavírus, semana 1: diário do ISAE Inova

Trabalhar em home office não é uma prática incomum. Aliás, estima-se que, mesmo antes da crise do novo coronavírus, mais de 30% das empresas brasileiras já contemplavam essa modalidade no seu modelo de negócios.

Infelizmente, para muitos de nós, foi necessária uma pandemia para que conhecêssemos todas as dores e sabores que só o trabalho remoto pode proporcionar.

Quando o ISAE optou por manter seus colaboradores em segurança e nos mandou para casa para atuar em home office, foi tudo muito rápido. O programa de teletrabalho, que já estava em desenvolvimento pra iniciar em abril, com calma e planejamento, teve que ser apressado por motivos de força maior. E, então, cá estamos nós, desde terça-feira, dia 17 de março, trabalhando no conforto das nossas residências.

A não ser que…

… conforto mesmo?

Reuni o meu time do ISAE Inova, área estratégica de inovação do ISAE, para contar a sua experiência nessa primeira semana de home office: assim, mais do que nunca, mostramos que todos estão juntos nessa! Confere aí:

Thiago: “Eu moro no meu escritório, onde minhas filhas tem aula de piano”

Minhas filhas fazem piano e estamos tendo que nos adaptar pra que as aulas semanais aconteçam. Temos um teclado em casa, elas praticam e enviamos vídeos pra professora.

Além disso, nós desenhamos uma nova rotina e colamos na parede, pra garantir que cada coisa tenha seu tempo designado. Tem funcionado pra quase todos nós – apenas o de três anos não segue.

Agora, temos um cronograma em que tudo se encaixa, tanto as tarefas domésticas como a higiene e a organização, como os momentos de lazer (sozinhos e com a família). 

Ah, e estudar, também. Vale a observação de que, nessa parte da escola, elas estão fazendo a mãe se passar por professora.

Depois de tudo isso, ainda estou tendo que me adaptar a ficar mais tempo ainda em frente ao computador: minhas aulas de mestrado passaram a ser online. Então, tem dias, como hoje, que eu vou sentar na frente dessa tela de manhã até a noite.

coronavirus isae inova

Suellen: “Eu sou mãe. O planejamento me pertence”

Eu já estava me preparando pra isso. Sou meio planejadora, então eu já sabia o que tinha que fazer quando entrássemos em home-office. Meu plano era seguir a rotina parecida com a que já faço: acordar cedo, fazer um Nescau pra Luiza (minha filha, e não a que trabalha comigo!) e mandar ela pra escola. Assim eu teria um tempo pra tomar meu café relaxada e começar o trabalho às 9h.

Mas aí, já no primeiro dia, a Luiza teve febre e não foi pra aula. Então, ela acordou cedo, nós cuidamos dela, medicamos e ficamos monitorando. Eu liguei meu computador às 8h30. Assim que deu, comecei a fazer as minhas prioridades – geralmente e-mail – e deixei pra tarde o que tinha menos urgência.

No primeiro dia, achei super produtivo. Consegui fazer bastante coisa, adorei ficar em casa!

Aí no segundo dia já  senti que eu estava um pouco mais tranquila. Estranhei. Até perguntei pro Thiago se tinha alguma demanda, já que quando estamos no escritório chega coisa pra fazer toda hora… Então usei a oportunidade pra pensar em coisas estratégicas que estavam paradas e seguir adiantando o resto das demandas.

Nesse meio tempo, a escola da minha filha fechou.  E mandou todos os livros de alfabetização dela pra casa, pra que a gente desse continuidade no que eles estavam trabalhando. Isso é uma novidade pra nós, então já criamos um grupo das mães pra nos ajudarmos.

Além disso, meu marido ainda não conseguiu sair do trabalho pra ficar em casa. Então espero ele chegar pra conduzir as tarefas de lição e cuidados com a Luiza, já que, por estar grávida, muita coisa me deixa cansada ultimamente.

a

Luiza: “Meu colegas de trabalho latem”

Tenho seguido (quase) todas as recomendações dos artigos sobre home office que eu li: trocar de roupa, separar um espaço só para o trabalho, fazer pausas, listar prioridades, deixar claro aos moradores da casa quais são os momentos em que eles absolutamente não podem me incomodar…

Só que essa última parte tem sido meio complicada. Não pelo meu marido – infelizmente ele ainda não foi liberado pra trabalhar em casa. Mas pelos outros dois residentes.

Quando eu tento explicar para eles que eu só levantei pra encher meu copo d’água, e não pra iniciar uma gincana, eles latem.

Quando eu comecei uma reunião online via Microsoft Teams com o time de Marketing, eles entenderam que eram mais 5 pessoas pra brincar, e latiram.

 Quando algum vizinho ousa entrar e sair da sua própria casa, eles, ultrajados, também latem.

Claro que são casos isolados e tudo ficou bem no fim – aprendi a separar momentos de entretenimento com eles (e isso tem contribuído muito para a minha saúde mental!), deixei o microfone no mudo na reunião e só liguei quando precisava falar, e quanto aos vizinhos… bom, com a recomendação de diminuir a circulação de forma geral, não é tão frequente assim a ponto de atrapalhar.

E, na verdade, o que eles mais fazem é dormir e me olhar. Nada paga essa companhia.

A rotina ficou diferente, a forma de medir minha produtividade também, mas acho que é uma questão de hábito e disciplina. A primeira semana ainda parece um pouco com férias, apesar das entregas que fiz. Ansiosa pra ver como será a próxima.

coronavirus inova

Jakelyne: “Meu checklist de demandas precisa ter entrega de afeto”

No primeiro dia, me senti bem produtiva: silêncio, sem interferência de telefonemas, acabei tendo mais foco. Não me importei muito com a falta de contato humano, pois como eu fico pouquíssimo tempo em casa normalmente, decidi aproveitar meu tempo aqui.

No segundo dia, já foi um pouco mais complicado, pois estava com o meu filho pequeno em casa. Ele, por não entender muito bem o que está acontecendo, me disse: “mãe, agora você só trabalha e não vai mais me dar atenção”. Apertou meu coração.

Agora, com o fim de semana chegando e eu sendo uma pessoa que odeia ficar sozinha, já começou a me dar um pouco de angústia. Sei que é por uma razão maior, para o meu bem, do meu pequeno e dos demais. Mas eu, que tinha levado meu filho para a casa do pai dele para me ajudar, agradeço que hoje ele está voltando pra casa!

Vejo que é preciso criar uma rotina em que eu consiga realizar minhas entregas e ao mesmo tempo não deixar de dar a atenção para ele! Será um período de adaptação para mim e para ele também.

Conclusão

Sem dúvidas, o número de entregas caiu nesta semana – e nesta semana apenas – em comparação à vida de escritório. Estamos nos adaptando a uma rotina que não tínhamos, e que vai precisar de um tempo de maturação. Por isso, primeiro é necessário entendermos que o nome é home office por um motivo: além do office tem toda a vida da casa, os cachorros, as crianças, marido/esposa. E acho que, apesar da dificuldade inicial, esta é a beleza desse modelo de trabalho.

Infelizmente não dá para apenas espelhar a vida de escritório em casa; isso não funciona. Se fosse assim, ninguém optaria por home-office. Desde que nós  aprendamos a contornar as coisas pessoais ou a encaixá-las em momentos específicos do dia, vai ser mais do que possível retomar a produtividade que tínhamos antes.

Somos pessoas com bagagens bem diferentes, passando por um momento muito parecido – não apenas um com os outros, mas com o restante do mundo. Vamos tornar a experiência engrandecedora, tanto para o nosso trabalho, quanto para a nossa vida pessoal.

O time do ISAE Inova deseja que todos permaneçam seguros neste momento delicado e que saiamos dessa ainda mais fortes e educados.Como vocês estão depois de uma semana em home office?

luiza inovação

Luiza Miranda é a responsável pela comunicação do ISAE Inova. Publicitária de formação, redatora por paixão, gosta de ouvir e contar histórias desde que se dá por gente.

Quer ser voluntário? Veja as oportunidades do Uaná Voluntariado!

Uma das frentes de atuação do Perspectivação é o Programa Uaná, que apoia e desenvolve diferentes iniciativas sociais e empreendedoras.  Neste ano, o ISAE oferece três tipos de oportunidades para alunos, professores e colaboradores: doações, trabalho voluntário e voluntariado executivo. As doações podem ser entregues na portaria do ISAE Curitiba (Av. Visconde de Guarapuava, 2943, Centro, Curitiba/PR). Para participar das iniciativas de voluntariado, basta enviar um e-mail para perspectivação.curitiba@isaebrasil.com.br. Confira:

Doações:

A Páscoa está próxima e vamos alegrar 130 crianças do CMEI Corina Ferreira Ferraz, no Uberaba. Para isso, contamos com a doação de caixas de bombons, balas e pirulitos. A comunidade acadêmica do ISAE também poderá participar da entrega, basta se inscrever no e-mail perpectivacao.curitiba@isaebrasil.com.br

Em alusão às celebrações do Dia Internacional da Mulher, o ISAE, em parceria com a ONG Junta Mais, está arrecadando produtos de higiene para a ação que ocorrerá no dia 29/03, na Praça Rui Barbosa, com mulheres em situação de vulnerabilidade social. Podem ser doados: Escova de dente; pasta de dente; absorvente; pinça; esmaltes. A arrecadação ocorrerá até o dia 20/03 e os produtos podem ser entregues na portaria do ISAE Curitiba.

Mão na massa:

Quer auxiliar na revitalização de escolas? No dia 14 de março, a partir das 8h, ocorrerá a revitalização da Escola Campo Mourão, na Rua Acyr Santos, 22, Vila Izabel. Para se inscrever, basta enviar um e-mail para o perspectivação.curitiba@isaebrasil.com.br

Pelo segundo ano, o ISAE desenvolve competências em coletoras de material reciclável (carrinheiras) na região do Uberaba. São 30 mulheres em situação de fragilidade social que durante esse ano, terão uma série de capacitações com professores/alunos voluntários do ISAE. Para se candidatar e ofertar uma oficina, envie e-mail para o perspectivação.curitiba@isaebrasil.com.br

Promove o desenvolvimento sustentável por meio da participação e engajamento de alunos, ex-alunos, professores e colaboradores do ISAE. No programa, os voluntários colocam em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula e durante sua carreira profissional, assessorando ONGs e projetos sociais.

Áreas de atuação Voluntária: Sustentabilidade | Gestão e Finanças | Coaching | Comunicação e Marketing | Planejamento Estratégico | Gerenciamento de Projetos | Gestão e Desenvolvimento de Pessoas

Mais informações: perpectivacao.curitiba@isaebrasil.com.br

Seminário gratuito sobre Direitos Humanos nas Américas começa na próxima segunda

Nos dias 09 e 10 de março, na PUCPR, ocorre o VI Seminário Direitos Humanos nas Américas – Empresas e Direitos Humanos. O evento conta com a participação do diretor da Faculdade ISAE Brasil, Norman de Paula Arruda Neto, no painel “As exigências da Conduta Empresarial Responsável e sua implementação no Brasil e no SIDH. O Seminário será realizado no Bloco Verde da PUCPR, das 8h30 às 21h, com entrada gratuita. Inscreva-se: http://bit.ly/3czofiZ

Confira a programação:

Dia 09 de março – MANHÃ

9h00 – Credenciamento

9h30 às 10h45 – As exigências da Conduta Empresarial Responsável e sua implementação no Brasil e no SIDH

10h50 às 12h00 – Investimentos e investidores e o avanço da agenda de Empresas e Direitos Humanos

12h00 às 14h00 – almoço

 14h30  às 15h30– Reunião com os alunos da Clínica de Direitos Humanoso que pode fazer uma Clínica em relação ao tema de empresas e direitos humanos?

18h00  às 19h30 – Desafios atuais para Empresas e Direitos Humanos: Mudança climática e comunidades indígenas

19h40 – Lançamento de livros: Empresas e Direito Humanos, A Quarta Dimensão do Direito e Os caminhos do socioambientalismo: Estado que protege, empresa que respeita e o fortalecimento dos direitos humanos

20h30 Encerramento

Dia  10 de março 

09h30 às 10h45 – Empresas de Internet e os desafios para a proteção dos Direitos Humanos

10h50 às 12h00 – A internacionalização dos Princípios Orientadores no Peru e no Brasil

12h00 às 14h00 – almoço

14h30 às 16h30 – Apresentação de trabalhos

17h00 às 18h00 – reunião do Board do braço latino Americano da Global Business and Human Rights Scholars Association

19h00 às 20h30 – O Estado de Direito e Constitucionalismo transformador: as relações entre empresas e Direito Humanos

20h30 – Encerramento

Workshop Agilidade para Resultados na Prática

No dia 18 de fevereiro, o ISAE realizou o workshop Agilidade para Resultados na Prática, com o objetivo de demonstrar alguns exercícios utilizados no GBA de Learning Agility do ISAE Escola de Negócios. O evento contou com a participação dos professores do ISAE: Sebastian Bonhomme, Anna Elisa Mussi e Tania Mara Lopes, que atua também como diretora de Gestão Corporativa da Escola de Negócios.

A oficina começou com a definição do principal objetivo para 2020 de cada participante do Workshop. Após houve a abordagem das seguintes dimensões:

GBA Learning Agility

No GBA® de Learning Agility Aplicado à Gestão de Talentos, você terá acesso e desenvolverá as principais ferramentas de Gestão de Talentos utilizando a metodologia de Learning Agility:

O curso é coordenado por Tania Mara Lopes, mestre em Governança e Sustentabilidade do ISAE, especialista em Gestão de Pessoas pelo ISAE/FGV e psicóloga de formação. Diretora de Gestão Corporativa do ISAE, Diretora Executiva do Instituto Mundo do Trabalho e coordenadora do Comitê de Governança Corporativa do IMT.

Mais informações entre em contato conosco pelo telefone/WhatsApp (41) 99192-7357 ou acesse http://bit.ly/2wqWtEK