(41) 3388.7800 - (43) 3306.7700
LinkedIn Facebook Twitter YouTube
 

ISAE participa de Maratona de Empreendedorismo da UFRGS

A Maratona de Empreendedorismo é uma competição de propostas de novos negócios de impacto e é aberta aos membros das comunidades interna e externas à Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, o ISAE Escola de Negócios mais uma vez participou do evento.

Neste ano, no dia 3 de dezembro, o supervisor da assessoria de presidência e sustentabilidade do ISAE, Gustavo Loiola, participou do PITCH DAY, evento de apresentação dos projetos de negócios da 19º Maratona de Empreendedorismo da UFRGS. Ele foi membro da banca de qualificação escolhendo o projeto de inovação sustentável. “O vencedor foi Pacha Planta, que tem como produto temperos frescos para consumo em restaurantes e condomínios, permitindo a experiência da colheita para o usuário. E ganhou um reconhecimento do PRME e do ISAE, além de horas de mentoria para auxiliar o desenvolvimento”, contou Loiola.

A edição de 2018 da Maratona buscou mais uma vez incentivar o desenvolvimento de negócios, capazes de impactar o maior número de pessoas. Os projetos participantes estão alinhados com a Agenda 2030 da ONU, que propõe os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS.

Com o slogan Impacte o seu Mundo, os projetos de novos negócios apresentados estão relacionados com as áreas de algumas das incubadoras tecnológicas da universidade – biotecnologia, engenharia, física, química, saúde e TI.

O evento contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Tecnológico, José Luis Duarte Ribeiro, que destacou a importância das ações de incentivo à inovação e ao empreendedorismo desenvolvidas pela UFRGS. Após os pitches foram divulgados os projetos destaques da Maratona 2018.

 

Cidade e Futuro: um panorama de oportunidades

“O Paraná está dando uma lição ao mundo no quesito desenvolvimento de Cidades Inteligentes e trouxemos o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano para falar aos nossos alunos e gestores sobre esse processo” – com essa fala, o presidente do ISAE, Dr. Norman Arruda Filho, abriu o café da manhã “Cidade e Futuro: um panorama de oportunidades”, com Sílvio Barros.

Durante uma hora, o ex-prefeito de Maringá, falou sobre casos inovadores que já estão em prática em diversos lugares do mundo e ressaltou sobre a necessidade das cidades planejarem seu desenvolvimento urbano levando em consideração, entre outros, projeção de crescimento demográfico e mudanças climáticas, por exemplo. “Temos que planejar cidades inteligentes buscando soluções inovadoras. Não adianta continuarmos utilizando os mesmos índices de há 50 anos. Temos que olhar para frente: estamos preparados para a economia circular? Estamos preparados para as mudanças climáticas e suas intempéries? E o novo formato das relações de trabalho com a possibilidade de trabalho remoto?”, incita a reflexão.

“Curitiba se tornou o primeiro Hub Local do mundo. O projeto é realizado em conjunto pela Prefeitura de Curitiba, Copel, Governo do Paraná e Programa Cidades do Pacto Global. Porém, isso só será eficaz se houver um planejamento estruturado a longo prazo que resista a transição dos governos”. O Hub Local 2030 é uma rede que reúne o “Sistema ONU”, governos locais, empresas, sociedade civil e instituições de ensino para desenvolver e implementar de forma colaborativa soluções para o avanço dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Segundo o protocolo, para o Hub Local acontecer será imprescindível o comprometimento formal multissetorial de parceiros estratégicos do Estado do Paraná. O documento também menciona que o Hub Local 2030 possibilitará ao Estado, além de apoio técnico e acreditação internacional, a obtenção de recursos específicos articulados pelo Sistema ONU e seus parceiros globais para projetos alinhados aos ODS, suas metas e seus indicadores.

“A união da sociedade civil com o governo para a construção de smart cities e para a continuidade dos projetos só será possível com o trabalho conjunto com a academia. Nós temos o papel primordial de propiciar o debate, realizar pesquisas e formar líderes conscientes e protagonistas para o desenvolvimento urbano sustentável e das cidades do futuro, por isso, encontros como esse: com gestores e comunidade são tão valioso”, ressalta o presidente do ISAE.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

10 Brics Student Meet traz alunos ao ISAE para ouvirem sobre Liderança e Felicidade nas Organizações

Pioneiro no Brasil a tratar o tema Felicidade nas Organizações, o ISAE Escola de Negócios recebeu no dia 13/11 o grupo de estudantes e professores estrangeiros que participam do 10º BRICS Student Meet para aulas sobre Liderança, com a professora Márcia Cassitas, e Felicidade, com Gustavo Arns.

O encontro reuniu estudantes de MBAs de 4 países que compõem os BRICS : Brasil, Rússia, Índia e China. Além de promover a integração internacional, atividades como conferências, jogos de gestão, quiz de negócios, competições de debate e apresentação artigos científicos foram aplicadas em visitas às outras instituições participantes: PUC-PR e Universidade Positivo.

Em 2016 o evento foi realizado na Índia e em 2017, na China. É a primeira vez que a Association of BRICS Business Schools (ABBS), entidade organizadora do BRICS Students Meet e da qual o ISAE é membro, vem ao Brasil. “Quando montamos a ABBS em janeiro de 2009, o que nos inspirou foi a crença de que os países do BRICS compartilhavam muitos problemas comuns, bem como aspirações comuns no avanço da educação empresarial. Acredito que para os nossos alunos a experiência de viajar e permanecer no Brasil é tão educativa quanto agradável”, afirma o Prof. J. Philip, presidente da associação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Rede Universitária da América Latina e do Caribe para a Redução do Risco de Desastres chega ao Brasil

Criada em 2006 com a cooperação de 150 universidades, a Rede Universitária da América Latina e do Caribe – Redulac baseia-se na vontade, no compromisso e na cooperação de seus membros para apoiar e aproximar as redes de Instituições de Ensino Superior (IES) com o objetivo de conscientizar sobre a questão da redução de risco de desastre (RRD) e adaptação às mudanças climáticas. O Brasil, embora ainda não tenha um capítulo formado, conta com a primeira IES integrante da rede que por meio do Programa de Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade (PPGS) do ISAE formalizou recentemente a parceria de geração de conhecimento.

A assinatura do termo de parceria ocorreu durante o encontro dos presidentes das instituições, Dr. Norman Arruda Filho e Victor Manuel Garcia Lemus que veio ao Brasil, para o I Seminário Paranaense de Pesquisa em Redução de Risco de Desastre. Realizado pelo Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres – CEPED/PR, dirigido pelo Maj. Dr. Eduardo Gomes Pinheiro que parabenizou a primeira instituição no Brasil a firmar esta parceria com a Redulac. Acampado pelo PPGS, sob coordenação da profª Dra. Isabel Jurema Grimm, que atua na área temática das mudanças climáticas.

“O ISAE atendeu à um chamado do diretor do Cities Programme das Nações Unidas, Michael Nolan, durante a Assembleia Geral da ONU, neste ano”, explica o presidente do ISAE, que complementa: “Nolan foi Diretor Global de Sustentabilidade e Mudança Climática da AECOM, e desenvolveu um Scorecard de Resiliência a Desastres em colaboração com a IBM. O Paraná, com o trabalho do CEPED, se tornou referência na Campanha Mundial Construindo Cidades Resilientes, da Organização das Nações Unidas (ONU), com o maior número de cidades que aderiram ao projeto; tendo, inclusive, Campo Largo como a primeira cidade a se tornar resiliente no país”. Cidade Resiliente pode ser traduzido como um município preparado para se prevenir de desastres e se recuperar de forma eficiente de possíveis catástrofes.

 

ISAE representa iniciativa da ONU em Conferência na Alemanha

O Diretor da Faculdade ISAE Brasil, Norman Neto, está representando o Principles for Responsible Management Education (PRME), capítulos Brasil e LAC (América Latina e Caribe) e o ISAE com apresentação de artigos, na 5ª Conferência de Pesquisa em Educação em Gestão Responsável (5th RME), que ocorre até hoje (13/11) na CBS – Cologne Business School, em Cologne/Alemanha.

A Conferência é organizada pelo Capítulo Regional do PRME DACH, co-organizado pelo Secretariado do PRME, pelo Grupo de Trabalho de Combate à Pobreza (PRME) e pelo Centro de Gestão Avançada e Sustentável da Cologne Business School (CBS). O objetivo do evento é discutir como a pesquisa e a comunidade acadêmica em Gestão juntamente com outras partes interessadas, poderiam apoiar melhor as iniciativas emblemáticas do Pacto Global e PRME que se concentram no desenvolvimento de lideranças responsáveis para promover a implementação dos ODS.

Os artigos apresentados foram: “SDG inclusion in globally responsible leaders training”, escrito pelo presidente do ISAE, Dr. Norman Arruda Filho e Marcia Cassitas Hino; e o “The corporate world and the eradication of poverty”, por Norman Neto e o mestre em Governança e Sustentabilidade pelo ISAE, Rodrigo Titon, que também está em Cologne e presenteou o diretor do CEEMAN’s IMTA (International Management Teachers Academy) e Anastasiya Marcheva, professora da Universidade de D. A. Tsenov Academic of Economics, da Bulgária, com seu livro “O Menino Hiper Ativo”.

Fale conosco Artigos Ex-alunos ISAE Business Sustentabilidade Ações internacionais