(41) 3388.7800 - (43) 3306.7700
LinkedIn Facebook Twitter YouTube
 

> Investir em marketing no agronegócio é pensar no futuro

Investir em marketing no agronegócio é pensar no futuro

Responsável por 30% do PIB e 46% das exportações, o agronegócio é um dos setores mais importantes da economia brasileira atualmente. Por essa razão, é importante saber como pensar em estratégias que consolidem ainda mais esse segmento no mercado. Sendo assim, inserir o marketing nesse meio significa ampliar a comunicação, estreitar as relações e a interação entre produtores, empresa e consumidor, o que gera maior fidelidade e estabilidade no cenário.

Pensar no trajeto percorrido pelo produto de qualquer negócio, por exemplo, é um hábito cada vez mais frequente quando o assunto é investigar os meios utilizados por cada empresa por parte dos consumidores finais. Por essa razão, o marketing precisa de entregas reais e não se sustenta caso o agro empreendedor não se comprometa a estabelecer exatamente o que for prometido.

De acordo com o professor Dr. Claudio Shimoyama, para que a atividade funcione de forma eficaz, algumas medidas devem ser pensadas e aplicadas. “Implantar tais estratégias no agronegócio requer um planejamento que deve passar por uma série de etapas antes de chegar ao marketing destinado ao cliente final”, comenta Shimoyama.

A primeira parte é analisar as atividades que atuam “antes da porteira”. Pensar nos insumos, fertilizantes, máquinas agrícolas e serviços oferecidos ao produtor rural. É importante assegurar que todos fornecimentos tenham suas especificidades regularizadas, para que não haja divergências de informação. É necessário, também, ter conhecimento sobre sustentabilidade e todas as questões exigidas pelos consumidores.

“Dentro das fazendas a preocupação é com a produção agropecuária em si, destinada às indústrias e consumidores que adquirem o produto in natura. O marketing ‘após a porteira’, destinado exclusivamente ao cliente final, é feito pelas empresas que fabricam seus produtos com base no que foi fornecido pelas fazendas. E para que essa imagem seja mantida, todas as outras relações anteriores precisam ser claras”, comenta o especialista.

Prestando atenção à essas características e buscando primar pelo conhecimento completo de toda logística de produção, benefícios como uma melhor interação com o público-alvo e um melhor relacionamento com o cliente podem ser as primeiras consequências positivas dessas mudanças. Esse contato com o público faz com que a empresa seja lembrada e, por sua vez, fideliza o consumidor que verá vantagens reais de optar por um produto da empresa em questão.

A atuação do marketing no agronegócio faz com que haja um melhor posicionamento das marcas no mercado, uma vez que as empresas conseguem alcançar estabilidade popular como sinônimo de qualidade e referência em determinados setores. “O resultado final é um maior desempenho nas vendas, com aumento significativo, já que a visibilidade e o compromisso com o trajeto do produto desde o início do processo, também têm um crescimento diretamente proporcional”, completa Shimoyama.

MBA Experience – Agronegócio

No dia 21 de setembro, o ISAE Londrina irá realizar o MBA Experience – Agronegócio, que abordará as tendências na área. É a possibilidade de assistar uma aula modelo de MBA, de acordo com sua área de atuação, e conhecer todas as experiências que o programa proporciona. Clique aqui e saiba mais.

Os principais temas serão: Quais são as principais tendências no Agronegócio? Como as empresas e seus gestores estão se preparando para aproveitar e criar oportunidades? Os desafios de continuidade e inovação fazem parte da agenda de desenvolvimento? Inscreva-se!

Voltar