(41) 3388.7800 - (43) 3306.7700
LinkedIn Facebook Twitter YouTube
 

> ISAE participa de Seminário que discutiu a inserção de jovens no mercado de trabalho

ISAE participa de Seminário que discutiu a inserção de jovens no mercado de trabalho

O Fórum de Aprendizagem do Paraná, composto pelo Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, Ministério Público do Trabalho da 9ª Região (PR), Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Estado e entidades não governamentais, em parceria com o a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), promoveu, na terça-feira (23), o Seminário de Aprendizagem – edição 2018.

O evento foi realizado na sede da FIEP, das 10h às 17h30, com o objetivo de conscientizar empresários e demais participantes que atuam no segmento de formação profissional sobre a importância e os benefícios da contratação de adolescentes e jovens no Programa de Aprendizagem.

A ação está sintonizada com os objetivos do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem – PCTIR e com o preconizado pelo Pacto Global da ONU, em especial o contido no 5º Princípio, que trata da abolição efetiva do trabalho infantil.

O presidente do ISAE, Dr. Norman de Paula Arruda Filho, ministrou palestra sobre os princípios do Pacto Global e sua correlação com os desafios do mercado de trabalho. “Embasados na Organização Internacional do Trabalho, os princípios de 3 a 6 fornecem um “norte” para as empresas. Hoje, no Brasil, temos quase 800 empresas signatárias e, no mundo são mais de 13 mil. O TRT-PR e o Ministério Público do Trabalho enriquecem o debate com iniciativas como essa”.

O TRT-PR é signatário do Pacto das Nações Unidas desde março de 2018. O movimento busca mobilizar instituições ao redor do mundo para a adoção de valores fundamentais nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção.

Durante esta edição do seminário, instituições que atuam na área de aprendizagem de jovens conduziram oficinas temáticas com foco em questões como o E-Social e a Reforma Trabalhista; a Aprendizagem de Ensino à Distância; a Lei da Aprendizagem; e a Cota Social. Autoridades e especialistas do setor apresentaram palestras mostrando os desafios e oportunidades para o ensino metódico de uma profissão, o protagonismo juvenil e a aprendizagem como alternativa de inclusão social, entre outros tópicos.

A iniciativa já se tornou um espaço de debate de ações com vistas à inclusão social, educacional e profissional do adolescente no mundo do trabalho. Entre as autoridades presentes estavam a desembargadora Rosemarie Diedrichs Pimpão, gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem no Paraná, o desembargador Ricardo Tadeu Marques da Fonseca, presidente da Comissão de Acessibilidade do TRT-PR, e a Procuradora do MPT do Paraná, Mariane Josviak.

PCTIR

O Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem (PCTIR) foi instituído no âmbito da Justiça do Trabalho pelo Ato nº 419/2013 do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), com o objetivo de desenvolver, em caráter permanente, ações em prol da erradicação do trabalho infantil no Brasil e da adequada profissionalização do adolescente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Fonte: divulgação TRT/PR – www.trt9.jus.br
Créditos imagens: divulgação TRT-PR

 

Voltar